26 de dezembro de 2017

E o emprego em 2018?

Uma das indagações cruciais sobre 2018 é como se comportará o mercado de trabalho. Nem é preciso dizer que a evolução da renda e do emprego ditará em grande parte o humor da população, e a consequente inclinação a votar em candidatos que deem seguimento à atual política econômica.

Apesar da recuperação da economia e das projeções para o PIB em 2018 que já estão na casa de 2,5% a 3%, as previsões de muitos analistas ainda apontam desemprego de dois dígitos no final do próximo ano.

O que os dados mostram é que o desemprego chegou a um pico no primeiro trimestre de 2017, e depois começou a cair. Mas a taxa de subutilização da força de trabalho manteve-se bem mais estável, recuando muito ligeiramente de 24,1% para 23,9% entre o primeiro e o terceiro trimestres de 2017.

o conjunto de indicadores econômicos aponta recuperação da atividade em 2018, o que deve dar mais gás ao mercado de trabalho, inclusive à criação de empregos formais. No entanto, a evolução recente da taxa de subutilização da força de trabalho é um alerta de que a recuperação do mercado de trabalho deve ser efetivamente bastante gradual.

rh
About mkt

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *