20 de julho de 2017

Brasil aproveita mal a mão de obra acima dos 55 anos

O Brasil aproveita mal sua mão de obra acima dos 55 anos, avalia Roberto Martins, sócio da PwC. A falta de inserção dessa força de trabalho se agravou com a crise. “Deixaram de contratar empregados mais maduros, que são mais caros”, diz ele.

A contratação de pessoas mais velhas é uma preocupação a países da OCDE (organização de cooperação e desenvolvimento econômico). Um maior aproveitamento de funcionários acima dos 55 ampliaria em R$ 6,4 trilhões o PIB dos 35 países da entidade, estima a consultoria.

No Brasil, ainda não há um cálculo do impacto, mas a absorção é mais difícil que em países europeus, onde a oferta de profissionais jovens é mais escassa, diz Martins.

A reforma trabalhista, porém, deverá ajudar a inserção, por permitir horários mais flexíveis, segundo ele. “Outra medida interessante, adotada em alguns países, são políticas de incentivo fiscal para empresas com funcionários mais velhos.”

Varejo
About mkt

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *